LOGIN
Planejamento Previdenciário, contribuições para o INSS e tipos de contribuinte. - Notícias

NOTÍCIAS

Planejamento Previdenciário, contribuições para o INSS e tipos de contribuinte.

É muito importante saber como recolher as contribuições sociais, senão você pode perder muito dinheiro e tempo. A Previdência Social é um seguro que garante a renda do contribuinte e de sua família, em casos de doença, acidente, gravidez, prisão, morte e velhice, mas para se ter direito a esses benefícios. O cidadão deve se inscrever no Regime Geral da Previdência Social (RGPS) e contribuir mensalmente.

Quem pode se inscrever?

Todo trabalhador com carteira assinada é automaticamente filiado à Previdência Social e suas contribuições já são descontadas em seu contracheque.
Quem trabalha por conta própria precisa se inscrever no RGPS e é de sua responsabilidade a contribuição mensal ao INSS. São segurados da Previdência Social os empregados, os empregados domésticos, os trabalhadores avulsos, os contribuintes individuais e os trabalhadores rurais.
Até mesmo quem não tem renda própria, como as donas de casa e os estudantes, podem se inscrever na Previdência Social, na categoria de facultativos, assim como os estagiários, por exemplo.

O usuário pode se inscrever através da Central Telefônica 135 ou no site do INSS.

Existem dois tipos de contribuintes para o INSS:

- o obrigatório – chamado de contribuinte individual;
- o facultativo – quem não exerce atividade remunerada.

A grande diferença entre o facultativo e o obrigatório é a realização de uma atividade remunerada.


O Contribuinte Individual é aquele que exerce uma atividade remunerada e assume o risco da atividade. Segundo a lei, o contribuinte individual possui a obrigação de pagar o INSS sobre a remuneração mensal. É obrigado a pagar o INSS.

O Facultativo é aquele que não exerce nenhuma atividade remunerada, mas mesmo assim deseja ter a proteção da previdência social. Este contribuinte não precisa recolher o INSS, mas pode recolher para preservar os direitos previdenciários como aposentadorias, auxílio doença e pensões.

A contribuição na categoria errada pode fazer você perder alguns direitos

É importante que todos os anos as pessoas tenham um cuidado especial com a regularidade das suas contribuições previdenciárias para manter a qualidade de segurado e não perder carência. Para isso, um passo importante é o cadastramento de senha no Meu INSS, por meio do portal da internet ou aplicativo de celular.

Por ele é possível acessar todas as informações previdenciárias, em especial o extrato de contribuições, também denominado de CNIS, e evitar problemas no momento da aposentadoria.

É muito importante a análise detalhada do CNIS. Além de verificar o valor correto recolhido em cada vínculo, também é necessário prestar atenção para a data desse recolhimento, para definir qual regra será aplicada e a partir daí buscar o caminho para resolver a situação e aproveitar o valor que já foi pago.

Se houve contribuição inferior ao salário mínimo, ela não será considerada, novamente a importância do planejamento previdenciário e da assistência de um profissional jurídico entendido no assunto.

Ficou com dúvida em qual perfil você pode se inscrever no INSS?
Solicita uma consulta online pelo nosso telefone ou whataspp e vamos conversar.

VOLTAR